Aztecas, Maias e Incas: Quadro Comparativo

Te apresentamos um quadro comparativo das civilizações pre-colombinas Inca, Maia e Azteca.


Aztecas

Ubicação espacial

Os aztecas localizaram-se na zona do centro e sul do actual México, em Mesoamérica, entre a costa do Pacífico e o Atlántico.

Ubicação temporal

Entre o século XIV e o século XVI d. C.

Organização política

Estavam organizados num império absoluto que se encontrava dividido em províncias tributárias.

Todas estavam mandadas por um imperador que tinha poder absoluto.

Organização social

A sociedade azteca estava dividida em três classes: escravos, plebeus e nobres.

Os escravos podiam comprar sua liberdade, ou escapar de seus amos e correr até o palácio Real, para assim conseguir sua liberdade. Os plebeus tinham um terreno que lhes era outorgado para a construção de suas casas. Os nobres eram os nobres por nascimento, os sacerdotes e os guerreiros.

Economia

Tinha a singeleza da organização social. O cultivo do milho era a base da economia. A terra era administrada pela mesma comunidade, mas tinha terras reservadas para alimento do imperador e seus súbditos.

Era uma economia agrícola desenvolvida, mas não conheciam a roda e careciam de animais de tiro.

Religião

Politeístas, eram regidos por numerosos deuses.

Os principais eram: Huitzilopochtli (deusa do Sol), Coyolxahuqui (deusa da Lua), Tláloc (deus da Chuva), e Quetzalcoatl (inventor da escritura e o calendário).

Os sacrifícios eram parte importante da religião azteca, tanto humanos como animais. O sentimento era alimentar aos deuses

Cultura

 A educação era muito estrita, às mulheres ensinavam-se desde pequenas a ser discretas e saber como fazer todos os laborais do lar.

 Aos meninos dava-se uma vocação guerreira, ensinando-lhes ideais de justiça e amor à verdade, endureciam-se o carácter mediante castigos severos.

Os jovens deviam aprender dança, música, cantos, religião, história, matemáticas, escritura, entre outras disciplinas.

 

 

Incas

Ubicação espacial

Seu domínio expandiu-se por mas de 4000 quilómetros, incluindo o altiplano e a costa Peruana, grande parte do altiplano do Equador, o norte chileno, parte do Leste da Bolívia e parte do norte da Argentina.

Ubicação temporal

Desde o ano 1438, quando o Inca Pachacuti e seu exercito conquistaram terras aledañas ao Cuzco, até o ano 1572, ano em que foram derrotados pelas tropas do Virrey Francisco de Toledo.

Organização política

Tinham um sistema político de teocracia onde o inca era adorado como deus vivente. O império (Tawantinsuyu) dividido em 4 partes segundo os pontos cardiais com respeito ao Cuzco: Chinchasuyu (noroeste), Condesuyu (sudoeste), Antisuyu (nordeste) e Collasuyu (sudeste).

O primeiro inca foi Manco Capac, segundo a história inca.

Organização social

A base da sociedade Maia era o Ayllu, que era um conjunto de pessoas no qual acreditavam descender de um antepassado comum.

Um Ayllu era regido por um curaca.

Os nobres ou familiares dos antigos incas formavam os panacas, junto com os familiares do Inca.

Economia

A economia inca não conheceu a moeda nem tão pouco no mercado, pelo qual todo o tipo de intercâmbio comercial se levou a cabo principalmente através de laços de parentesco ou por reciprocidade. A economia baseava-se na agricultura.

Pagava-se um tributo ao inca conhecido como mita, o qual era exclusivamente mão de obra.O inca repunha através de uma redistribuição.

Religião

Eram politeístas, seu principal Deus era Viracocha, criador e senhor de todo o vivente. Outros eram: Pachacamac (deus da vida), Inti (deus do Sol, pai dos incas), Mamaquilla (deusa da Lua), Pachamama (deusa da Terra).

Tinham numerosas cerimónias e rituais que se relacionavam com a agricultura e a saúde.

Tinham sacrifícios de animais, e poucas vezes haviam sacrfícios humanos.

Cultura

Atingiram um nível de civilização muito alto. Construíram uma ampla rede de caminhos, sistemas de fortificações, grandes edifícios pirâmides e templos.

Abriram canais de regadío e empregaram fertilizantes.

Conheceram o calendário. Substituíram a escritura pelos quipus (cordas com nódos), com o que teve poesia.

Utilizou-se o bronze, a expressão artística mas importante eram os templos.

 

 

Maias

Ubicação espacial

Os Maias situaram-se nos estados mexicanos de Yucatán, Campeche, Tabasco e Chiapas. Na maior parte do Honduras, Belize, e Honduras.

Ubicação temporal

Se diferenciam 3 periódos na história dos Maias:

1. Formativo:

Entre o ano 1500 a. de C. à 300 d. de C.

2. Clásico:

Entre o ano 300 à 900 d. de C.

3. Postclásico:

Entre o ano 900 d. de C. à chegada dos espanhoes no século XVI.

Organização política

Nunca conseguiram uma organização política realmente completa, já que principalmente se constituíram em cidades estado que unem entre estas, com governos independentes.

A principal era a que se encontra na Península de Yucatán, e depois tinham outras repartidas ao longo do império.

Estas cidades faziam parte de uma civilização e uma cultura comum.

Organização social

Sociedade muito hierarquizada. A autoridade política era o Halach Uinic, o qual era um cargo hereditário de linha masculina; o Alma Kan era o sumo sacerdote.

O chefe supremo delegava a responsabilidade na autoridade dos povoados, os bataboob.

Os bataboob eram os chefes dos povoados de famílias camponesas, que eram a unidade mínima da produção. Haviam escravos, os pentacoob.

Economia

A agricultura era a base da economia Maia, o principal cultivo era o de milho. Cultivaram algodão, feijão, camote, yuca e cacau.

A principal unidade de mudança utilizavam-se as sementes de cacau e as campanillas de cobre, e outros materiais de trabalho ornamental como ouro, prata, jade, conchas do mar e plumas de cores.

Religião

Centrava-se no culto a um grande número de deuses da Natureza.

Entre os deuses supremos encontravam-se: Chac (deus da chuva), Kukulkán (inventor da escritura e do calendário), Itzmaná (deus dos céus e do saber), Ah Mun (deus do milho), Ixchel (deusa da Lua), Ah Puch (deusa da morte). Os Maias confiavam no controle dos deuses a respeito do tempo e das atividades do povo.

Cultura

Realça uma grande proposta urbana.

Muitos tipos de construções diferentes, o grande achado dos Maias foi o sistema de falsa abóbada para cobrir espaços alongados.

Tinham um sistema de calendário muito preciso, que tem sido o mas conhecido até o aparecimento do Gregoriano.

Tinham um sistema de escritura e papel, deixando registro de sua mitología e suas tradições, Popol Vuh.